Por que eu?

agosto 06, 2018


   Por que eu? É uma pergunta tão pequena, mas com tanta profundidade, parece tão superficial, mas se você pensar demais nela vai acabar se afogando. É como o mar, ninguém sabe o que há lá no fundo.

   Por que eu? Que sou completamente diferente dos outros, não saio sempre com meus amigos e temos conversas vivendo mil aventuras, não saio muito de casa e não conheço grande parte do mundo! Não sei se a vida de todo mundo é assim, até porque ninguém sabe exatamente sobre os outros, mas de qualquer forma esse é o padrão para uma pessoa jovem do século XXI.

   Por que eu? Que há 10 anos eu realizava meu sonho de entrar na "escola grande" como eu dizia e sonhava, eu tinha tudo o que queria: tinha as Barbies e Pollys do momento, amigas... Aliás, ponto importante: Quando somos pequenos o fato de outra pessoa gostar das mesmas coisas que nós já é motivo para ser uma amizade pura e eterna, mas o problema é que o fato do seu coleguinha gostar da Disney tanto quanto você não vai torná-lo o seu melhor amigo. Isso acontece não porque éramos idiotas, mas sim porque éramos ingênuos e achávamos que o mundo era tão pequeno quanto nós, mas hoje acho que todos nós daríamos qualquer coisa para ser isso de novo.

    Por que eu? Que era tão feliz e todos à minha volta estavam felizes, não era superficial e eu sentia isso. Não porque era ingênua, mas porque era real. Não sei onde exatamente as coisas se perdem, mas alguma coisa acontece para do nada essa felicidade sumir. Você sai empolgado para ir brincar na casa de um amigo e depois nunca mais vai lá; Você acorda cedo para assistir seu desenho preferido e depois nunca mais assiste de novo; Você janta em família no natal e depois no outro ano é só um abraço do pessoal de casa. O comum de todas essas coisas é que em algum momento foi a última vez dela e você não sabia, talvez esse foi o erro? Não, você estava só vivendo sua história. O erro é perder toda essa "vida" dentro de si mesmo, quando ela se perde parece que você não é mais feliz, você está apenas bem assim como todos em sua volta.

    Por que eu? Que depois de um tempo começou a se importar demais com a opinião dos outros, em relação às notas, as minhas roupas, ao meu cabelo, à minha aparência... Me senti sobrecarregada em ter que estudar para tantas provas na mesma semana, com trabalhos, temas e ainda ter que conviver com o fato de que nem todos tinham uma boa opinião formada sobre mim. Não parece grande coisa, mas tudo isso na cabeça de uma pessoa que há poucos meses estava estudando à tarde e brincando no recreio com amigos, tudo isso é grande coisa e pode criar um enorme vazio.

   Por que eu? Que após tudo isso parei de me sentir só bem e comecei a me sentir indiferente, o clássico “Tanto faz”. Você não está feliz, nem triste... Só se sente vazio, cansado, às vezes está bem, mas na maior parte do tempo quer estar apenas em casa olhando para o teto na esperança de que algo vai mudar, mas não... Desse jeito não vai mudar.

     Por que eu? Que me deparei com o pior ano da minha vida. O problema não era a série, o problema não era o lugar, o problema não era as pessoas em volta. O problema era eu! Que estava totalmente desencaixada daquele ambiente, como se eu fosse parte de outro quebra-cabeça, tentei ser igual a todas aquelas pecinhas, tentei mudar para encaixar, mas quando uma peça do quebra-cabeça tenta ser como as outras, ela se torna inútil porque vai haver milhares de outras como ela e vai acabar sobrando sem ter onde sem encaixar. Pessoas são como peças de quebra-cabeças, só cabe a elas descobrirem de qual jogo pertencem.

   Por que eu? Que depois de tanto tempo, parou de se importar tanto com a opinião dos outros e começou a fazer o que queria independente do que falassem. Liguei o foda-se, talvez se todos fizessem o mesmo não haveria tanta gente se metendo na vida dos outros causando muita discussão desnecessária.

    Por que eu? Que vi a pessoas fingindo que nem me conheciam mais. Pois é, as pessoas não mudam, elas mostram quem realmente são ou escondem quem realmente são, o que é bem pior. Ser falso consigo mesmo só para tentar ser algo que não é, acredite, quando você tenta esconder seu verdadeiro eu o redor se esconde também.

     Por que eu? Que levantei a questão “Se você tivesse somente mais 5 minutos de vida, o que faria nesse tempo?” Fiquei tanto tempo com isso na cabeça, há tantas coisas que eu gostaria de falar e fazer, tanta coisa entalada na garganta, tanta sinceridade, é assim, né? Se no exato momento você descobrir que é o fim, tentamos fazer tudo de uma vez, mas por que atrasar tanto? A verdade é inevitável, uma hora você pode fazer e falar o que quer, sem se preocupar que sim existe o amanhã. Mas é o seguinte por que não transformar esses 5 minutos, numa vida inteira?

   Por que eu? Que amo
   Por que eu? Que aprendo
   Por que eu? Que respiro
   Por que eu? Que choro
   Por que eu? Que rio
   Por que eu? Que faço piada

    Por que eu? Que escrevo tudo isso, sabendo que tem tanta gente assim pelo mundo, pessoas se sentindo vazias e culpadas, uma culpa que não deveria existir. Há coisas que não são culpa de ninguém. Não acredito em acaso e nem em destino. Acho que algumas coisas até são para acontecer, mas construímos nossa própria história. Talvez haja alguma coisa maior que isso, há a famigerada “luz no fim do túnel”, ou talvez não, talvez seja só isso mesmo. De qualquer forma, o universo é enorme e há tantas coisas que desconhecemos que nos fazem parecer menores ainda.

   Por que eu? Que escrevi tudo isso, parece tão dramático e pouca coisa em relação a tudo, mas sentimentos não devem ser medidos e comparados.
            
    Por que eu?

You Might Also Like

26 comentários

  1. Texto lindo e reflexivo
    Faço essa pergunta diariamente e é bem como vc disse... me afogo cada vez mais

    Sai da Minha Lente

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É horrível se afogar nessa pergunta, né? Obrigada por ter gostado do texto, fico muito feliz
      Beijos

      Excluir
  2. "As pessoas não mudam, apenas mostram quem realmente são", essa frase é demais!
    Adorei seu texto!

    Beijo!
    Cores do Vício

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Amo essa frase, resume uns 70% da minha vida escolar
      Obrigada por ter gostado, fiquei muito feliz
      Beijossss

      Excluir
  3. Oi Angel! Tudo bem?
    Que texto belo e profundo! Super reflexivo!
    Parabéns
    Beijos
    Blog É da Rosa🌷Instagram

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Oi Lu, tudo sim e contigo?
      Obrigada por ter gostado, amo escrever e fiquei muito feliz com seu comentário
      Beijão

      Excluir
  4. Adorei ler este desabafo/reflexão! Beijinhos
    --
    O diário da Inês | Facebook | Instagram

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada anjo, fico muito feliz em saber que gostou :)
      Beijooooo

      Excluir
  5. Adorei demais esse texto, bastante reflexivo.

    Beijos
    www.pimentadeacucar.com

    ResponderExcluir
  6. Legal o texto, mostra o crescimento do personagem. Passando do estado de criança para a fase adulta, já começa a se preocupar com roupas, cabelo, opinião das pessoas e etc.
    bju
    Karina Pinheiro

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Siiiim, é meio que um pouco sobre mim o texto
      Obrigada por ter gostado
      Bjsssss

      Excluir
  7. Amei o texto, tão cheio de questões que assolam a todos
    beijos
    http://lolamantovani.blogspot.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Todo mundo já passou por essas coisas, né? faz parte, só nãp podemos deixar essas questões nos abalarem
      Obrigada por ter gostado
      Beijos

      Excluir
  8. é isso, uma perguntinha q parece boba, ma cheia de profundidade.. estou sempre me indagando porque eu e, porque não eu... é aquela coisa de nos compararmos uns com os outros né. A vida, ela é estranhamente facil e complicada ao mesmo tempo...
    Vc escreve muito bem viu??

    Bjukas!
    Unhas&Tudo ♥

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Siiiim, todos temos algum propósito nesse pequeno planeta, então a pergunta engloba muita coisa... Pior que nos comparamos mesmo, né? Às vezes até sem querer e isso nos machuca muito, mas alguma hora vai chegar nosso momento de brilhar, complicamos demais a vida
      Obrigada por ter gostado, amo muito escrever
      Beijosss

      Excluir
  9. ¡Hola!
    Yo también participo en la iniciativa Seamos Seguidores, ya te sigo. Dejo por aquí el enlace por si alguien quiere seguirme, siempre devuelvo el seguimiento.
    https://aprovechalavidacadadiaa.blogspot.com.es/
    ¡Un beso desde Aprovecha La Vida Cada Día!

    ResponderExcluir
  10. Acho que sempre nos perguntamos isso quando o mundo parece desabar a nossa frente. Já me fiz essa pergunta varias vezes e acredito que não cheguei a uma resposta sincera ainda. Adorei o texto moça.

    Ventos de Maio

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É horrível essa pergunta aparecer nesses momentos, parece q tudo vai piorar... Acho que nunca temos uma resposta concreta, mas se olhar bem e ver tudo pelo que passamos aguentamos de tudo porque somos mais fortes do que pensamos
      Obrigada por ter gostado
      Beijo beijo

      Excluir
  11. Que texto mais inspirador e reflexivo.
    Me vez repensar em casa coisa na minha vida, nas minhas atitudes e em cada lágrima que derramei quando achava que os outros eram melhores que eu e o quanto eu era algo tão diferente dos demais...
    No final, aprendi a me amar e mudar coisas que eu fazia e que eram errados.
    Beijos. ♥
    Diário da Lady

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Obrigada por ter gostado, que bom que teve uma reflexão, acho que essas diferenças são muito boas, elas não nos tornam melhores ou piores, nos tornam humanos
      Ainda bem que aprendeu a se amar, você é muito especial
      Beijos

      Excluir
  12. Love this so much! I agree, I think we build our own story and go through a lot to learn more and become stronger.

    www.fashionradi.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Yeeeees! We learn a lot from our history, surviving bad times and becoming strong every day

      Kisses <3

      Excluir

Postagem em destaque

Perfis do Instagram pra se inspirar nesse Halloween

Quer mandar algo?