O que eu achei de K-12, o filme da Melanie Martinez

setembro 08, 2019

melanie martinez

E, Finalmente, a espera do segundo álbum da Melanie Martinez acabou. Na última sexta-feira, dia 6, ela lançou K-12 com treze músicas inéditas e não parou por aí, junto com o álbum, a cantora lançou um filme em seu canal no Youtube.
O filme é um musical e maior parte dele é contado através de músicas. A história é uma continuação de Cry Baby, o primeiro álbum dela. Dessa vez, a personagem Crybaby mostra suas experiência na escola fazendo muitas críticas sociais, como o bullying, transfobia, padrão de beleza, machismo, repressão escolar... Senti uma leve pegada de The Wall do Pink Floyd, principalmente com essa temática de colégio e luta contra o sistema.
Como passei muito tempo esperando, eis a minha opinião sobre o filme (Farei outro post específico para as músicas).

Roteiro
melanie martinez
O roteiro foi escrito pela própria cantora e segue com a personagem do primeiro álbum, a Crybaby. Dessa vez, ela possui poderes e seus olhos ficam inteiramente pretos (O que percebemos no final do clipe de Mad Hatter) entendemos um pouco mais sobre isso ao longo da história e ficamos sabendo da existência de outros como ela. Vemos situações comuns de uma adolescente, como primeiro amor, problemas de autoestima, menstruação, sexualidade, criação de uma personalidade, entre outros aspectos.
A escola é um pesadelo para os alunos que sofrem castigos físicos e psicológicos, os professores pouco se importam com os estudantes. Crybaby sofre na mão dos colegas e tem algumas amigas que, assim como ela, possuem poderes.
A história se desenrola a partir desses alunos poderosos criando um plano para destruir a escola e libertar os estudantes.
Eu gostei bastante, porém achei que ficou confuso em algumas partes desconectadas umas com as outras. É muito uma questão de interpretação, você precisa prestar muita atenção e perceberá algumas cenas com significado muito pesado que vão te emocionar. Não gostei muito que o final ficou em aberto, já que sou muito ansiosa, mas Melanie já confirmou outros filmes e dessa vez não levará tanto tempo para ser lançado.

Nota pro roteiro: 8/10

Fotografia
melanie martinez
Está impecável, eu estou simplesmente apaixonada. As cores em tons pastéis que mostram que ainda há uma inocência na personagem principal, temos muito rosa e azul. Os efeitos especiais estão simples, mas ainda sim estão incríveis. A edição também está muito boa, não vemos cortes desnecessários nas cenas o que pra mim é muito importante, odeio mudanças de câmera quando não precisa. A produção fez um ótimo trabalho.

Nota pra fotografia: 10/10

Visual
melanie martinez
Não sei como começar enaltecendo essa parte, os cenários, figurinos e maquiagem estão perfeitos. O cenário é tão realista e tem tantos detalhes que me senti parte do filme, cada coisinha possui tantos significados. Os figurinos estão no lugar errado, pois deveriam estar no meu armário, sério, lindos demais. Remetem muito a roupas infantis para mostrar aquela transição de crescimento. Os penteados estão muito divertidos e perdi a conta de quantas mudanças teve durante o filme, me perguntei se era peruca.


Nota pro visual: 10/10

Críticas sociais
melanie martinez
O álbum aborda temas muito pesados. No momento em que o filme começa já percebemos a ausência da mãe (fato percebido no primeiro álbum ainda) e logo depois o bullying que é abordado nas canções “Wheels On The Bus” e “Class Fight”. É abordado transfobia, porém não achei que aprofundaram muito nesse tabu, mas não deixaram passar isso em branco.
Melanie fala também sobre a exposição das pessoas, algo que muitos artistas passam. Notamos isso no trecho da música “Show & Tell”:

“Mostre e diga
Estou em exibição para que todos vocês, fodidos, verem
Mostre e diga
Palavras ásperas se você não conseguir uma foto comigo
Compre e venda
Como se eu fosse um produto para a sociedade
Há estranhos tirando fotos minhas quando peço para pararem”

Um pedacinho pra ouvir...
                                               .
Há músicas sobre fingir que está tudo bem, quando na verdade não está. Ela aborda o machismo presente na sociedade em duas canções, uma delas retrata até o assédio e se chama “Strawberry Shortcake” Eis um trechinho:


“Os garotos agem como se nunca tivesse visto pele antes
Mandaram eu me trocar casa porque minha saia é muito curta
É minha culpa, é minha culpa, porque eu coloquei cobertura em cima
Agora os garotos querem provar essa torta de morango

É meu erro, é meu erro, ninguém os ensinou a não agarrar"

E, claro, pra ouvir:
                                                   
O padrão de beleza e autoestima também. Na música “Orange Juice” vemos o quanto os padrões de beleza impostos prejudicam as pessoas. Muitos fazem loucuras para perder peso e ficam cada vez piores por isso. Não caiam nessa armadilha, somos todos lindos e do nosso jeitinho.
Pra mim, o assunto mais pesado a ser tratado foi a pedofilia. Existem muitas metáforas nessa parte, a cena mostra um professor dopando uma aluna com uma poção que a faz diminuir e depois ele começa a examiná-la com um bisturi. A música é “Teacher's Pet”.
Tudo me tocou muito, principalmente a parte do bullying. Tenho muitos problemas de ansiedade e de autoaceitação porque sofri há alguns anos, claro, superei e me trato, mas ainda, algumas coisas, me machucam.

Nota para críticas abordadas: 10/10

Num geral eu amei o filme, não é aquela coisa de uma história normal com falas e cenas. É de fato um musical que vale a pena. Aliás, se verem o filme recomendo ouvirem o primeiro álbum da cantora. Vou colocar o trailer pra vocês verem. 
O post ficou grande, eu sei, mas é tanta coisa... Espero que tenham gostado, pois farei algo sobre cada música.
Já conheciam a Melanie martinez? Já assistiram o filme? Se sim, gostaram? Me contem aqui nos comentários e me sigam no Instagram (@siteopsquerida) e no Twitter (@siteopsquerida)  falei um pouco mais do álbum lá.  
Beijos, até o próximo post!



You Might Also Like

21 comentários

  1. Nunca tinha ouvido falar nela, mas vou dar uma chance a esse filme. Achei a ideia bem interessante em trazer essas críticas!

    Beijo!
    Cores do Vício

    ResponderExcluir
  2. Já tinha ouvido falar sobre ela, mas não conheço o trabalho dela a fundo. Fiquei curiosa para assistir o filme! ❤

    https://www.kailagarcia.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Ela é incrível, tem um ótimo trabalho
      Acho que vai gostar
      Beijos

      Excluir
  3. Eu nunca parei para escutar a cantora mas já ouvi falarem tanto dela justamente por seu estilo e pela forma como ela critica certos tabus em sua música. Ontem vi pelo facebook uma postagem falando sobre esse filme mas ainda não assisti. Pelo visto, terei que ver o anterior antes de assistir a esse, né?
    Dela eu só ouvi Miss Potato Head, acho que era isso e gostei muito tanto do clipe quanto da música. Amo esse visual meio boneca. É bom saber que alguém coloca o dedo na ferida e fala abertamente de certos tabus em suas músicas. Vou procurar saber mais sobre o trabalho dela.

    Abraço,
    Parágrafo Cult

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. É incrível como ela aborda, usa metáforas e tenta deixar meio inocente, simplesmente perfeito, o filme está demais
      Acredita que Mrs. potato head é meu clipe/música preferida? Acho linda demais
      Quanto ao visual, acho muito fofo e completa tudo
      Beijão, espero que goste do filme

      Excluir
  4. Oi, Angel!
    Gosto de algumas músicas do primeiro álbum, mas não sabia da existência desse filme que acompanhou o segundo álbum. Acho a escolha dela de cores e de visual bem bonitas, ainda mais por sempre seguirem um padrão. Fiquei bem curiosa e acho que vou assistir sim.
    Beijinhos,

    Galáxia dos Desejos

    ResponderExcluir
  5. Fiquei sabendo sobre K-12 e a Melanie nas redes sociais, mas foi bem despretensioso, não prestei atenção, por isso não sabia que se tratava de um filme.
    Também sou dessas que não gosta de finais em aberto, haha. Vendo as fotos do post o visual do filme me pareceu bem teatral, ahhh e eu amo essas críticas bem tapa na cara que a Melanie consegue dar na sociedade por meio da arte dela, Stranberry Shortcake parece um hino.
    Amei sua análise!
    Beijo, Blog Apenas Leite e Pimenta ♥

    ResponderExcluir
  6. Olá, Angel.
    Eu não sou muito ligada em musica. Nunca tinha ouvido falar da cantora hehe. E infelizmente não sou muito fã de musicais por isso não me interessou muito.

    Prefácio

    ResponderExcluir
  7. Não conhecia a cantora, mas achei bem legal essa mistura. Os temas abordados chama atenção por ser algo recorrente.

    Beijos
    Construindo Estante || Instagram

    ResponderExcluir
  8. This seems so interesting <3 Nice Post! Have a great day!
    Allurerage
    Rampdiary

    ResponderExcluir
  9. obrigado :D

    pareceu bem interessante!

    NEW OUTFIT POST | ... ABOUT BEING BACK.
    InstagramFacebook Official PageMiguel Gouveia / Blog Pieces Of Me :D

    ResponderExcluir
  10. Interessante e primeira vez que ouço falar desse filme. Gostei de como você dividiu para dar opinião de vários aspectos em separado.

    www.vivendosentimentos.com.br

    ResponderExcluir
  11. Eu não acompanho a artista, mas já vi alguns trabalhos e achei maravilhoso. Estou ouvindo muito falar desse filme, tenho uma certa curiosidade em assistir. Que bom que você gostou!
    Beijos,
    Mundo Perdido da Carol
    Instagram: @carolinsweet
    Fan Page

    ResponderExcluir
  12. eu ainda nao conhecia esse filme, mas amei a indicação! todo o visual parece mesmo maravilhoso e já quero assistir!

    www.tofucolorido.com.br
    www.facebook.com/blogtofucolorido

    ResponderExcluir
  13. Que massa o visual e a fotografia do filme, curti muito. Ainda não tinha ouvido falar dele.

    bjs

    Ariadne ♥
    De volta ao retrô | Facebook | Instagram

    ResponderExcluir
  14. OI Angel, gostei da dica do filme. Vou ver com a minha filha. Vendo o trailer eu já gostei do cenário e da paleta de cores.
    beijos
    Chris
    Inventando com a Mamãe / Instagram  / Facebook / Pinterest

    ResponderExcluir
  15. Olá
    Eu não sou muito fã da Melanie. Acho as músicas dela incríveis, mas conheço poucas. Achei bem legal o fato dela ter feito um filme para divulgar o novo álbum.

    Vidas em Preto e Branco

    ResponderExcluir

Postagem em destaque

Descoberta da semana: Unicosmic

Quer mandar algo?